Educação financeira para crianças: 5 formas de ensinar

educação financeira para crianças

A educação financeira para crianças certamente resulta em adultos mais conscientes quanto ao uso do dinheiro. Em 2017, inclusive, o conteúdo passou a ser obrigatório na grade curricular de toda rede de ensino do país. Embora o assunto seja tratado nas escolas é importante que os pequenos também continuem aprendendo em casa.

Para tanto a dica é apostar em conversas e brincadeiras que possam despertar o interesse das crianças. A partir de atividades práticas elas conseguem assimilar o tema com mais facilidade, o que também torna a troca entre pais e filhos mais divertida para toda a família. A fim de ajudar nessa empreitada separamos cinco formas de abordar as finanças com a garotada. Confira:

1 – Explique de onde vem o dinheiro na educação financeira para crianças

É natural que ao ver os pais passando o cartão de crédito em uma loja, as crianças acreditem que aquela é a fonte do dinheiro. Por isso é muito importante explicar de onde vem o recurso e que o Banco é o local onde ele fica apenas guardado.

A escolha das palavras durante a conversa vão depender da faixa etária da criança, mas em geral não é complicado explicar que o dinheiro vem do trabalho. Você pode até simular uma brincadeira em que o seu filho execute uma tarefe e receba um valor em troca. Mas isso apenas para exemplificar, sem que ele espere por recompensa monetária para cumprir suas tarefas em casa.

Vale ressaltar que explicando a origem do dinheiro os pequenos também terão uma noção da importância do trabalho na vida das pessoas.

2 – Mostre como podemos usá-lo

O primeiro passo para ensinar as crianças a usarem o dinheiro é explicando o valor dele, apresentando as diferentes notas e moedas. Depois vale mostrar como isso funciona na prática. Assim, quando estiverem em uma loja ou supermercado você pode pegar R$ 20,00 e apontar os produtos que podem comprar com essa quantia.

Vale destacar que esse mesmo valor pode comprar itens diferentes e que não será o suficiente para outros. Esse exercício deve ser repetido todas as vezes em que estiverem fazendo compras, pois aos poucos as crianças vão entendendo também o conceito de caro e barato.

3 – Ensine que o dinheiro exige escolhas

Compreendendo o valor das notas e moedas o passo seguinte é mostrar para as crianças que elas terão de escolher uma coisa ou outra com a quantia que possuem em mãos. Então, se elas têm R$ 20,00 e optarem por um brinquedo nesse valor, não conseguirão pagar por um doce que estejam com vontade.

Durante essa prática as crianças começam a desenvolver a noção de prioridades e, mais que isso, da importância em poupar para comprar aquilo que desejam.

4 – Destaque a importância em traçar objetivos financeiros

Em complemento ao item anterior a dica é ensinar as crianças como traçar objetivos financeiros. A dica é perguntar sobre algo que ela queira e, claro, que você sabe que conseguirá pagar. Depois, uma vez por mês ou semana, de acordo com sua disponibilidade, a sugestão é dar pequenas quantias para que ela guarde em um cofrinho.

É importante explicar o quanto ela precisa ter para comprar o brinquedo em questão e perguntar a cada nova remessa de dinheiro se já há o suficiente até que vocês cheguem ao objetivo. Vale ressaltar que essa prática tem de estar condizente com a idade da criança. De acordo com profissionais da área da educação e psicologia, as “mesadas” são indicadas para maiores de seis anos.

5 – Convide os pequenos para tomar uma decisão financeira em conjunto com a família

Um passo bastante interessante do processo da educação financeira para crianças é começar a incluí-las nas decisões da família. Assim, quando for ao supermercado pergunte a opinião delas sobre a compra: levamos cinco pacotes de bolacha ou duas caixas de bombom?

Dessa forma, os pequenos se sentem ainda mais parte da família e o tema finança se transforma em algo natural e que é de responsabilidade de todos da casa.

Além de todas essas dicas sobre educação financeira para crianças você pode apostar em livros e jogos para abordar o tema. Outra dica é fazer parte do Dino Chef, já que para fazer as receitas do cardápio mensal eles precisarão fazer as compras no supermercado.

Se você gostou do nosso artigo confira mais conteúdos em nossas redes sociais!

Ei! Quer receber um conteúdo exclusivo no seu e-mail?

Cadastre-se e fique por dentro de nossas promoções e novidades!