Conheça os mitos e verdades da alimentação saudável na infância

alimentação saudável na infância

Dados de 2021 do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN), do Ministério da Saúde, indicam que as crianças consomem mais alimentos ultraprocessados( 85%) que frutas (77%) e legumes (66%). Os índices demonstram que mais do que nunca é importante abordar a alimentação saudável na infância.

Isso porque uma dieta desequilibrada pode interferir no desenvolvimento dos pequenos e gerar prejuízos futuros à saúde. Devido relevância do tema, esclarecemos a seguir alguns mitos e verdades sobre a alimentação saudável nesta etapa da vida, para te ajudar a fazer escolhas mais conscientes. Confira:

Macarrão instantâneo faz mal.

Verdade. A questão nem é o macarrão em si, já que é uma fonte interessante de carboidrato. O problema está no sache do tempero adicionado à massa. Além de ser industrializado, costuma conter grande quantidade de sódio, provocando a retenção de líquidos e o aumento da pressão.

Sopas industrializadas podem substituir as caseiras.

Mito. Assim como o macarrão instantâneo as sopas industrializadas costumam apresentar índices elevados de sódio e outras substâncias para manter a conservação do produto. Mesmo que as marcas utilizem uma quantidade menor desses ingredientes, não supera os benefícios nutricionais de uma receita caseira.

Em uma alimentação saudável na infância é preciso cortar o leite de vaca

Mito. O leite de vaca contém alto índice de cálcio que é fundamental para o desenvolvimento dos ossos, entre outras estruturas do corpo humano e por isso deve fazer parte da dieta das crianças. No entanto, não é recomendado em caso de intolerância e antes do primeiro ano de idade.

É preciso ter cautela com os frutos do mar e o peixe cru na alimentação das crianças.

Verdade. Esses alimentos podem causar alergia e intoxicação alimentar. Por isso a recomendação é que as crianças tenham uma idade mais avançada para experimentar. Sem contar que os produtos precisam ser consumidos em locais confiáveis, que seguem todos os protocolos de higiene para dirimir os riscos de contaminação.

Mel é melhor que açúcar e por isso pode ser consumido em qualquer idade.

Mito. Crianças de até um ano de idade não devem consumir o alimento, pois ele pode produzir algumas toxinas no organismo. Depois, está liberado, mas sem exageros.

Crianças devem comer carne vermelha

Verdade. Esse tipo de carne possui grande quantidade de ferro que é essencial para evitar a anemia. Além disso, contém a vitamina B12, fundamental para o sistema nervoso e a formação das células sanguíneas. O consumo não precisa ser diário, mas recomenda-se ao menos três vezes por semana.

Crianças com menos de um ano não podem comer ovo

Mito. O ovo é um alimento rico em proteína e gordura que fazem bem ao organismo. Inclusive é uma excelente forma de ampliar o paladar da criança, substituindo a carne em alguns casos.

Refrigerante deve ser abolido na dieta infantil?

DEPENDE. Em tese quase todos os alimentos estão liberados, a não ser que a criança apresente alguma alergia. No entanto, o consumo de refrigerantes deve ser esporádico. Além de apresentar grande quantidade de açúcar não oferece nutrientes importantes para o desenvolvimento infantil. Inclusive vale adiar ao máximo a oferta de refrigerantes para as crianças, já que elas têm tendência a preferir alimentos doces quando estão começando a experimentar novos alimentos.

A alimentação saudável na infância é essencial para o desenvolvimento das crianças e evitar problemas de saúde no futuro. Mas, como mostramos aqui há muitos mitos e verdades em torno dos alimentos e uma forma de tornar as refeições mais divertidas e apetitosas é cozinhar com os pequenos. O Dino Chef pode ajudar nessa tarefa, já que oferece várias opções de receitas saborosas e nutritivas.

Conheça o Dino Chef e aproveite as dicas de receitas gostosas e saudáveis.

Ei! Quer receber um conteúdo exclusivo no seu e-mail?

Cadastre-se e fique por dentro de nossas promoções e novidades!